terça-feira, 24 de abril de 2018

Livro: Blackwater

Hoje vou falar sobre um livro especial. Digo que é especial pois é um dos poucos romances que me agradaram e me prenderam do início ao fim. Trata-se de Blackwater escrito por Gabrielle Marques, publicado no final de 2017.

Entrevista com Gabrielle Marques, autora de Blackwater

Sinopse
Jacqueline Blackwater é a capitã do navio pirata Cursed Mermaid, cujo renome cruza os mares. Destemida, ela comanda uma tripulação composta somente por mulheres e com uma regra muito clara: não é permitido homens à bordo. No entanto, um dia um náufrago é puxado do mar. Assim que percebe que se trata de um homem, a primeira coisa que a Capitã quer fazer é jogá-lo de volta e deixá-lo se afogar, mas sua aparência nobre a convence a salvá-lo e quem sabe negociar um resgate. Agora Jacqueline é obrigada a conviver, depois de tantos anos de pirataria, com alguém do sexo oposto.
O último lugar no mundo em que Adrian gostaria de estar era num navio pirata. Nobre vindo das Colônias, tudo o que ele queria era poder voltar para casa. Mas pelo visto o destino gosta de pregar peças. Sem opção além de não se matarem, Capitã e prisioneiro terão que aprender a se suportarem. Sem saber qualquer informação sobre ele além de seu nome e ares de riqueza, Jacqueline decide investigar a origem do estranho para saber se ele pode mesmo ter-lhe algum valor. Porém, um segredo é descoberto no meio da investigação.
O aprendizado acaba de se tornar ainda mais desafiador. A força da Capitã será posta à prova. Será que ela está à altura do desafio?

Editora: Pendragon
Autor: Gabrielle M. F. de Souza
ISBN: 978-85-95940-24-6
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 266
Acabamento: Brochura c/ orelha
Formato: Médio


Minhas considerações:

Como disse anteriormente, dificilmente um romance consegue me agradar. Na verdade, são raros os romances que pego para ler. Mas Blackwater possui uma característica que chamou a minha atenção antes mesmo de ser publicado, é uma história de piratas!

Isso mesmo, um romance pirata!!! Amantes de livros de piratas, não podem deixar de ler esta obra.

Um livro que mistura aventura, ação e muitos elementos apaixonantes das histórias de piratas, com o romance entre a Capitã Jacqueline Blackwater e o suspeito náufrago resgatado por sua tripulação.

Se você acha que só encontrará amor neste livro, está enganado. Lutas de espadas, tiros de canhão, fugas espetaculares e sereias são apenas algumas das surpresas que descobrirá neste livro.

As mulheres, mais uma vez, dão um show de coragem, força e determinação que faz qualquer pirata tremer na base!

A escrita é fluida e muito gostosa, a autora realmente sabe transmitir a mensagem, colocando-nos imersos em seus cenários.

Se você curte romances, recomendo a leitura, se você prefere ação e aventura, recomendo muito a leitura de Blackwater!!!

Para aqueles que querem adquirir "Blackwater", é só clicar no link abaixo.

https://lojapendragon.commercesuite.com.br/romance/livro-blackwater


Abraços e boa leitura!!!

terça-feira, 6 de março de 2018

Livro: Antologia As Lendas de Colina

Apresento hoje uma antologia nacional de fantasia, "As lendas de Colina - Uma antologia animal", organizado por Marcelo Siqueira, publicado pela editora Rouxinol. Contos protagonizados por animais incríveis que se passam em uma terra linda chamada Colina!!!

Sinopse Oficial
"Que eu sou um grande entusiasta dos autores nacionais todo mundo sabe. O que talvez nem todo mundo saiba é o quanto eu fico feliz em ver iniciativas como a antologia 'As Lendas de Colina' organizada pelo Marcelo Siqueira. Adorei o resultado dessa reunião de grandes nomes da literatura nacional contemporânea e, especialmente, a façanha de deixar todos os contos conectados com o mesmo cenário. Absolutamente imperdível!" Thiago Mlaker, editor da Verus Editora.

"A experiência de conhecer um novo universo criado por autores brasileiros tão maravilhosos foi única e incrível. Colina me encantou desde o primeiro segundo em que mergulhei na leitura. Um mundo fantástico cheio de conflitos e perspectivas, onde os animais se mostram tão próximos da nossa realidade, com certeza fará você sorrir, refletir e se apaixonar!" - Lúcia Robertti - Cabine Literária

"As Lendas de Colina é uma antologia que possui todos os contos perfeitamente ligados. As histórias permitem que os leitores entrem em um reino completamente novo e repleto de fantasia. Cada parte do livro é peça importante desta obra magnífica, que traz uma experiência que vai além da literatura. Leiam e espalhem as lendas de Colina." (Daniela Garcia Bezerra, jornalista, criadora do Bio-Livros e do Garbez Comunicação)

Editora: Rouxinol
Organizador: Marcelo Siqueira
Autores: Vários
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 352

Minhas considerações:

Li esse livro no final do ano passado, quando voltava de uma viagem ao litoral. Mergulhado nesses incríveis contos com animais, não vi passar as quase 4 horas dentro do ônibus. São 32 contos diferentes e emocionantes.

Os contos não possuem relação direta, tirando o fato de passarem-se no mesmo mundo, o Reino de Colina.

Cada conto traz um animal ou espécie como protagonista, onde formam clãs, grupos, ou indivíduos dentro de uma sociedade onde os animais convivem de uma forma diferente e mágica. Isso é bacana, pois muitas vezes já me peguei pensando em como seria uma sociedade formada por alguma espécie animal, com características do cotidiano humano.

O livro é muito bem feito, os contos muito bem escolhidos e organizados. Diagramação caprichosa, dá gosto de ler.

A antologia apresenta diversos novos autores, mas também alguns conhecidos como a Renata Ventura.

Seria muito difícil escolher um ou dois contos de destaque, pois curti muitos dos mais de trinta contos dessa antologia.

Recomendo muito a leitura desse livro.

Maiores informações sobre o livro e a editora em: https://www.livrariarouxinol.com/pre-venda-as-lendas-de-colina

Abraços e boa leitura!!!

segunda-feira, 5 de março de 2018

Livro: Antologia III - A Hora Morta V.2

Apresento hoje uma antologia nacional de terror, "III - A hora morta - V.2", organizado por Claudia Lemes, Marcos de Brito e Soraya Abuchaim, publicado pela editora Luva. Considerado um horário maldito, o período que vai das 3:00h as 4:00h da manhã guarda inúmeras histórias de arrepiar!!!


Sinopse Oficial
Por superstição ou coincidência do destino — julgar cabe a vocês — nesta sexta-feira 13, dia do azar, dos amaldiçoados e dos fãs do terror, eis que ganha vida III – A Hora Morta, a primeira antologia da Luva Editora, em parceria com o organizador Vitto Graziano ( Bella Máfia). As surpresas não param por aqui: Nesse volume dois contaremos com os astros Cláudia Lemes (Eu Vejo Kate) e Marcos DeBrito( O Escravo de Capela) e Soraya Abuchaim (Vila dos Pecados) também irão compor a equipe.

Chamada de Hora Morta, ou ainda Hora do Diabo, as 3h da manhã é famosa por ser um momento em que demônios e maldições ficam mais fortes. Não faltam relatos de pessoas atormentadas por pesadelos ou alegando que se veem presas em algum encanto maligno precisamente às 3h da madrugada. Segundo o cristianismo, isso acontece porque Cristo morreu às 3h da tarde, e a hora se tornou simbolicamente relacionada a Jesus. Então, seria a hora oposta, ou seja, a hora maligna, morta, do Diabo.

Ninguém sabe ao certo a origem das maldições ligadas às 3h; tampouco se tem o conhecimento de como nasce uma. Desde um homem que, ao tirar a própria vida, amaldiçoa aquela que não correspondeu ao seu amor e, junto com ela, todas as filhas de sua geração. Ou um casa que, outrora, fora palco de uma chacina e ainda hoje enlouquece todo aquele que nela se arrisca a morar. Até o revólver que pertenceu ao maior e mais frio assassino da história brasileira e que, depois de sua morte, passou a roubar a alma de todo o que o utilizar. Não faltam histórias – dentre tantas diferentes crenças e versões – para relatar uma maldição que assombra algo, ou alguém, ou algum lugar.

Editora: Luva
Organizador: Claudia Lemes, Marcos de Brito e Soraya Abuchaim
Autores: Vários
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 160

Minhas considerações:

Confesso que não esperava muito desse livro (apesar da propaganda ter chamado muito a minha atenção) mas quando o recebi, logo de cara vi que estava enganado. A arte de capa e miolo são incríveis. Ilustrações sombrias, disposição das letras, as páginas de biografia dos autores, me lembraram em muito publicações da DarkSide.

Os autores selecionados nesta antologia são grandes nomes do terror e suspense, já havia lido diversos deles em outras obras e antologias, o que garantiu uma qualidade muito grande nos contos que compõem a obra.

Alguns dos contos foram baseados em lendas e histórias locais, todos passando-se as 3:00 AM. Muitos me deixaram arrepiado.

Recomendo muito a leitura desse livro.

Maiores informações sobre o livro e a editora em: http://luvaeditora.com.br/produto/iii-a-hora-morta-vol-2/

Abraços e boa leitura!!!

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Livro: Playcenter - O lugar onde tudo acontecia

Hoje vou falar sobre um livro publicado em 2016, mas que só tive a oportunidade de ler agora. Ganhei este livro no natal e por alguns minutos voltei quase 20 anos no tempo.

O livro que tem como título Playcenter - O lugar onde tudo acontecia é uma verdadeira viagem no tempo e no espaço, pois nos transporta diretamente para esse parque que fez parte da infância de muita gente.


Sinopse oficial 

O Playcenter foi um dos mais importantes cartões postais de SP e o maior parque de diversões do país por quatro décadas. Neste brilhante registro de textos e imagens, o autor descreve a trajetória do parque. Leitura agradável com curiosidades, informações, história e muitas crônicas divertidas sobre o lugar onde tudo acontecia em SP.



Editora: Zelig
Autor: Maurício Nunes
ISBN: 978-85-62739-04-0
Origem: Nacional
Ano: 2016
Edição: 1
Número de páginas: 220


Minhas considerações:

Ao começar a ler, imediatamente fui sugado para as páginas do livro, recheadas de fotos e ilustrações familiares, de um tempo que era mais divertido.

Durante a leitura, foi possível sentir o cheiro das comidas, ouvir os gritos das pessoas nos brinquedos mais emocionantes, as risadas das crianças correndo, ouvir as músicas executadas nas atrações, fazendo um enorme sentimento de nostalgia invadir meu corpo e me fazer sorrir.

As fotos e ilustrações são incríveis, acompanhadas de informações sobre a história do parque, curiosidades, fatos engraçados e lendas urbanas.

Recomendo a leitura desse livro a todos que tem saudades do Playcenter e também para aqueles que nunca estiveram no parque, mas que que gostariam de conhecê-lo.


Abraços e boa leitura!!!

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Entrevista: Gabrielle Marques

Para começar 2018 com muita energia, apresentamos a entrevista de Gabrielle Marques, autora do livro "Blackwater" (em breve teremos a resenha por aqui).

Agradecemos a disposição e a atenção da autora.

Entrevista Gabrielle Marques

 
1. Gostaria que nos falasse um pouco sobre você, para que todos os leitores e seguidores do blog pudessem conhecê-la melhor.

R: Hello! Eu sou a Gabrielle, mas pode me chamar de Gaby (é como todos me chamam, meu nome completo parece que estão me dando bronca!). Tenho 23 anos, sou paulista, advogada, escritora, resenhista, feminista e apaixonada pela literatura! Escrevo desde pequena, mas só agora finalmente publiquei meu livro, Blackwater, pela Editora Pendragon.

Sou apaixonada pelas palavras desde muito nova e meu sonho é poder trabalhar com elas tanto quanto puder. Não apenas como escritora, mas dentro do direito também.

2. O que você faz além de escrever?

R: Eu sou formada em Direito e mediadora. O que mais faço é escrever. HAHAHAH Eu resenho livros pra sites e pautas de empoderamento feminino, faço revisão de textos... É o que feito mais ultimamente!

3. De onde veio a ideia para o livro e como iniciou sua escrita?

R: Vish, boa pergunta! HAHAHAHA Desde que assisti Piratas do Caribe pela primeira vez eu fiquei muito interessada no tema, e essa ideia surgiu pra mim no bom e velho clichê do banho! HAHAHA Eu queria escrever algo com uma protagonista forte e destemida e que estivesse rodeada de outras mulheres tão fortes quanto. Então a Jacqueline nasceu. O nome eu tirei de uma usuária do Youtube num vídeo sobre piratas! (é verdade mesmo) Eu fui olhar os comentários e lá estava o nome, piscando. E na hora foi como se fizesse um clique na minha cabeça e eu pensei “esse nome tem tudo a ver!”e acabou ficando Jacqueline Blackwater.

A história em si – ainda mais no Prólogo que começa com a carta do amado da protagonista dando-lhe um belo pé na bunda – foi inspirada numa história da minha família e também de uma professora muito querida minha. Ela nos contou numa aula que fora abandonada pelo noivo e que ele terminou tudo por telegrama – tanto pra minha professora quanto pra minha parente foi a mesma coisa. Então a ideia de usar a carta foi um gatilho que tive pra começar minha história.

4. Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

R: MUITO LONGAS E MUITO CANSATIVAS. E por vezes frustrantes também. Por exemplo, para criar a estrutura do navio pirata que é cenário da minha história, de nada adianta uma embarcação no estilo Titanic. Precisa ser algo Piratas do Caribe, e um mapa estrutural de algo assim não é fácil de achar. Sem falar das pesquisas envolvendo código de conduta pirata, jeito de falar, vestimentas, hierarquia social (na época ainda existiam condes e duques, por exemplo), nome de cidades que se encaixassem com a história que eu queria contar... Tuuudo isso é uma pesquisa extensiva, e por vezes você não acha tudo que precisa.

Eu comecei Blackwater no final do terceiro ano do Ensino Médio e ele percorreu praticamente minha faculdade inteira. E, mesmo depois de terminado, que foi mais ou menos no segundo-terceiro ano de curso, eu revisei e revisei até cansar e achar a história horrível e querer apagar o documento todo! Somente agora que eu consegui juntar coragem pra enviar pra algum lugar e finalmente conseguir publicá-lo.

5. Qual seu gênero literário? Pretende escrever algo de outros gêneros?

R: Preferencialmente eu escrevo mais pra vibe do romântico e fantasia. Mas isso não impede que eu escreva outras coisas também, ainda mais porque eu acho muito legal explorar outros gêneros. Então de certa forma eu “atiro para todos os lados”. NÃO QUER DIZER QUE EU SEJA INDECISA, vejam bem, é que eu acredito que cada esfera tem seu potencial, então por que não tentar? O máximo que você vai conseguir é um texto muito ruim! HAHAHAHA

Eu pretendo TENTAR um policial mais pra frente, mas ele tem toda uma pesquisa por trás que eu estou procrastinando de verdade. Porque assim, eu sou formada em direito, mas é o direito BRASILEIRO, e a história se passa em Nova York, então é como Law. Isso envolve toda uma outra pesquisa, e tem ainda umas questões psicológicas, então já viu! Tenho contos de suspense também... Vish, são vários!

6. Quais são seus autores prediletos?

R: Eu amooo de paixão a Jane Austen, a J.K. Rowling, a Sarah J. Maas, M. Delly e recentemente estou gostando muito da Alwyn Hamilton, de “A Rebelde do Deserto”. Mas isso são alguns que lembro, eu não tenho muito essa de autor predileto, pra mim tendo um bom texto e um bom enredo, personagens bacanas, eu estou interessada! HAHAHA

7. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

R: Tenho sim! No momento estou trabalhando num que envolve o folclore brasileiro e uma espécie de caça às bruxas, em que o Saci, Iara e o Boto terão que salvar todos os folclóricos do país de desaparecerem! HAHAHA Estou também com um encaminhado de fantasia, que envolve a história de trigêmeas em que uma delas vira do mal e sequestra a outra e a irmã do meio – que é a guerreira da família – parte numa aventura pra um continente desconhecido para salvar a caçula e convencer a primogênita a se render. Esse último ainda envolve várias outras coisas, tem ladrões, criaturas animalescas, príncipes metamorfos e amaldiçoados com a eternidade, Lordes malvados e elfos (porque eu sempre quis escrever algo com eles). Meu mundo inteiro foi criado pela Vida e Morte, as duas deusas principais, e eu conto a criação do mundo no início da obra.

Mas tenho também outros romances engatilhados, que eu preciso parar e sentar pra escrever! HAHAHA E POR FIM, eu comecei um romance policial em que uma investigadora tem que ir atrás de um assassino e ladrão de joias chamado Pierrot. (eu disse que escrevo um monte de coisa junta!)

8. Para finalizar, algumas perguntas rápidas:

Um livro: O meu claro! Hahahah Salvo ele, a saga O Trono de Vidro ou Persuasão.
Um filme: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (eu amo o Sirius Black! <3 )
Uma série de TV: Outlander
Uma música: Assassin – John Mayer
Um lugar especial: Mont Saint-Michel, na Normandia
Um dia especial: Tenho vários, mas acho que o mais especial está por vir, que é o dia que vou autografar meus livros

Adquira agora mesmo seu exemplar de Blackwater (clicando aqui)

ABERST - Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror

Gostaria de convidar todos os leitores do blog a conhecerem a ABERST - Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror.

Podem ver o trabalho da associação e dos membros associados através da página no Facebook, clicando aqui.

Para aqueles que gostam de ler esses gêneros, com certeza encontrarão dicas valiosas de livros e autores nacionais.

Abraços e boa leitura!!!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Livro: Antologia Aliens - Abduções e outros Contos

Apresento hoje uma antologia nacional de ficção científica, "Aliens - Abduções e outros contos", organizado por Esther Moratto, publicado pela editora Young. Esqueçam as histórias sobre o ET de Varginha, os aliens estão mesmo é na cidade de Folls!!! 

Sinopse Oficial
Já ouviu falar em extraterrestres? Sabia que o amigo do vizinho do meu irmão foi abduzido no ano passado? É sério! A cidade inteira tem vários casos de abdução. Meu avô diz que fomos escolhidos por algum motivo. Folls é uma cidadezinha pequena, mas cheia de mistérios, amores e ALIENS?!

Editora: Young
Organizador: Esther Moratto
Autores: Vários
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 170

Minhas considerações:

O livro é simplesmente de outro mundo!!! Muito bem feito, com material de qualidade, diagramação perfeita, e capa espetacular. Muito bem organizado e ilustrado, trazendo a foto e a biografia dos autores a cada conto.

Todos os contos se passam na cidade (fictícia) de Folls, cidade onde são frequentes os relatos e registros de abduções e contatos com seres de outros planetas.

Apesar de cada conto ser diferente e possa ser lido individualmente, a organização e disposição dos contos foi tão bem feita que parece tratar-se de uma única história. 

Todos os contos são de uma qualidade espetacular! Seria impossível destacar apenas alguns, dessa vez eu amei todos!!! 

Para todos aqueles que gostam de ficção científica e séries como Arquivo-X, esta é uma leitura obrigatória.

Recomendo muito a leitura deste livro!!! 



Maiores informações sobre o livro e a editora em: http://www.youngeditorial.com/aliens

Abraços e boa leitura!!!