sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Entrevista: Leonardo Henrique Galvão

Aproveitando o lançamento do livro "Insular", conseguimos uma entrevista com o autor Leonardo Henrique Galvão.

Agradecemos a disposição e atenção do autor com o nosso blog.

Entrevista Leonardo Henrique Galvão


1. Temos acompanhado seu trabalho desde o começo, mas gostaria que nos falasse um pouco sobre você, para que todos os leitores e seguidores do blog pudessem conhecê-lo melhor.

R: Sou uma pessoa apaixonada pelo mar e suas histórias. Desde criança gosto de ler aventuras com piratas, navios e ilhas misteriosas. Cresci lendo e estudando sobre história marítima, navios, mapas e piratas. Adoro viajar e conhecer lugares novos, principalmente no litoral brasileiro.

2. O que você faz além de escrever?

R: Além de escrever, trabalho com a área de Defesa nas Forças Armadas e sou professor. Tenho também um blog (Bússola dos Piratas) e algumas páginas no facebook sobre História Marítima. Como hobby, sou navegador e mergulhador.

3. De onde veio a ideia para os livros e como iniciou sua escrita?

R: Após alguns anos, já formado na graduação, decidi voltar a escrever com o intuito de despertar o interesse dos meus alunos para a história marítima, principalmente relacionada à do Brasil.
Durante o Ensino Médio, escrevia peças de teatro e música para apresentações na escola. Também cheguei a escrever pequenos contos, na época, mas nunca pensei em desenvolver isso a nível profissional.

4. Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seus livros?

R: As pesquisas para o livro "Insular" levaram cerca de um ano. Envolveu várias viagens aos locais em que a história se passa, bem como um longo processo de pesquisa bibliográfica sobre o Tesouro de Trindade. Também conversei com muitos historiadores da cidade de Ilhabela durante as pesquisas.
Para o “O Pesadelo do Príncipe” foram cerca de oito meses pesquisando sobre o acidente, utilizando material bibliográfico, vídeos e conversando com historiadores especialistas no assunto. Apesar de ser uma ficção, era preciso conhecer bem o navio e sua história, para chegar o mais perto possível dos eventos reais.
Já no caso do livro "Contos e Encontros Piratas" o tempo de pesquisa para os contos variaram bastante, mas não passavam de um ou dois meses para cada um deles. Algumas vezes fui até os locais onde eles se passam para conhecer melhor a região e descrever os cenários. Como escrevia-os esporadicamente, levou cerca de dois anos para ter os doze contos (na verdade, selecionei doze contos dentre os cerca de vinte que havia escrito).

5. Qual seu gênero literário? Pretende escrever algo de outros gêneros?

R: Eu escrevo fantasia, aventura, terror e suspense relacionados ao mar. Já arrisquei alguns contos na área de ficção científica e existe o projeto para um livro nesse gênero.

6. Quais são seus autores prediletos?

R: Na verdade existem muitos autores que gosto de ler, mas posso destacar Clive Cussler, Stephen King, Michael Crichton, Conan Doyle e Dan Brown como os principais.

7. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

R: Sim. Já estou trabalhando em um novo livro. Se tudo seguir como o planejado, será lançado em 2018. A história se passará novamente em Ilhabela, porém será mais voltado para ficção científica.

8. Você é adepto de esportes radicais e aventuras, é instrutor de sobrevivência, trabalhou com animais peçonhentos, desenvolve atividades na área de defesa e gestão de emergências e, além disso, lê e escreve histórias de terror. Gostaríamos de saber se você tem medo de alguma coisa e se usa esse medo para temperar suas histórias.

R: Todos temos medo de alguma coisa. Minhas formações e experiências me permitiram controlar e gerenciar esse medo da melhor forma possível. Mesmo assim, tenho alguns medos que causam pesadelos de vez em quando, então uso isso em algumas histórias sim.

9. Você é um avido leitor. Tem ideia de quantos livros já leu até hoje?

R: Muito difícil saber com exatidão. Leio muito desde a infância. Houve uma época em que passava muito tempo no transporte público, então conseguia ler mais de três livros por semana. Atualmente tenho pouco tempo para leitura, consigo ler no máximo dois por semana.

10. Para finalizar, algumas perguntas rápidas:

Um livro: O Cemitério – Stephen King
Um filme: A Ilha da Garganta Cortada
Uma série de TV: LOST
Uma música: A day in the life - The Beatles
Um lugar especial: Ilhabela
Um dia especial: Natal

Para saber mais sobre o autor e sua obra:




segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Livro: Insular

Hoje vou falar sobre o mais novo livro de Leonardo Henrique Galvão, mesmo autor de "O Pesadelo do Príncipe" e "Contos e Encontros Piratas", publicados em 2016.

Esse novo trabalho tem como título "Insular", um romance que mistura aventura, terror e suspense, ambientado em Ilhabela (litoral norte de São Paulo).

Ilhabela é conhecida por ser um dos mais belos lugares do país, com praias paradisíacas e cachoeiras incríveis, a cidade  tem uma história repleta de mistérios. Os mitos e lendas da ilha envolvem tesouros piratas, fantasmas, feiticeiras e OVNIS.

Em "Insular" o autor explora alguns desses mitos na busca pelo Tesouro do Sombrio, misturando duas linhas de tempo, com histórias do passado elucidando o presente.

Sinopse oficial

Um tesouro pirata, banhado a sangue e sofrimento, foi escondido em Ilhabela.

Cinco pesquisadores partem para esta paradisíaca ilha do litoral norte de São Paulo em busca do Tesouro do Sombrio.

Mas a misteriosa Ilhabela não revelará seus segredos facilmente, testará cada um deles para mostrar que todo homem é uma ilha.

Passado e presente se misturam nesta empolgante e misteriosa aventura!!!


Editora: Editora 4Letras
Autor: LEONARDO H. GALVÃO
ISBN: 978-85-67613-09-3
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 194
Acabamento: Brochura c/ orelha
Formato: Médio


Minhas considerações:

Mais uma vez o autor Leonardo Galvão escreveu uma história de tirar o fôlego, que prende o leitor do começo ao fim, misturando ficção com realidade e personagens incríveis.

Neste livro, explora a individualidade humana dos personagens, como seus medos e ambições, enquanto exploram Ilhabela em busca do tesouro pirata. A ilha se torna o personagem principal, levando os personagens ao limite de suas forças, capacidades e vontades.

Pude sentir o cheiro da mata, o calor da praia, a sede durante a caminhada e consegui visualizar cada cena e diálogo da história. Senti medo durante algumas passagens, há cenas de arrepiar.  Um dos personagens possuí uma música que o acompanha durante a história, corri para ouvi-la e agora não a tiro mais da cabeça.


Simplesmente sem palavras para dizer o quanto esse livro é incrível!

Senti que o final deixou uma porta aberta para novos trabalhos e histórias na ilha. Será? Se for já estou ansioso.

Recomendo muito a leitura deste livro. Além de viajar por Ilhabela em busca do Tesouro do Sombrio, muito terror e suspense vão lhe acompanhar durante a leitura!!!

Para aqueles que querem adquirir "Insular", é só clicar no link abaixo.



Abraços e boa leitura!!!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Livro: Antologia Palavras que Silenciei

Apresento hoje uma antologia incrível, "Palavras que silenciei" organizado por Ceiça Carvalho, trazendo contos em forma de cartas, escritos por diversos autores.

Sinopse Oficial
Uma guerra que durou de 1914 a 1918 sendo o gatilho para uma segunda guerra tão dolorosa quanto a primeira!

Mais de setenta mil militares mobilizados em um dos maiores conflitos do mundo e, também, foi o marco onde as grandes potências do mundo se bipartiram em duas alianças opostas.

O que aconteceria se, passados quase um século da primeira e maior devastação mundial, fossem encontradas cartas deixadas pelos soldados ou pelas famílias daqueles soldados e generais que lutaram na grande guerra? Quantos amores foram perdidos? Quantos corações precisaram ser partidos para vivermos no mundo de hoje?

Editora: Iluminare
Organizador: Ceiça Carvalho Torres
Autores: Vários
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 53

Minhas considerações:

O livro é bem curtinho, mas bastante interessante e profundo. Cada carta traz a intensidade do autor que a escreveu, despertando diversas sensações ao leitor, durante a leitura.

Medo, dor e a dúvida de como estariam os soldados na guerra e os familiares em suas casas. Saudades e a esperança do reencontro, as vezes frustrado pelas armas inimigas.

São história emocionantes em forma de carta contando a história de pais e filhos, irmãos e amigos, amores e desafetos. Todas as histórias de pessoas como nós durante um período sinistro.

A leitura é rápida e a cada carta uma nova história de vida.

Recomendo a leitura deste livro!

Maiores informações e aquisição do livro em: http://www.arcaliteraria.com.br/

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Livros de Piratas em Ilhas

Como os leitores do blog já sabem, sou um grande leitor de aventuras de piratas.

Aproveitando o lançamento do livro "Insular", de Leonardo Henrique Galvão, fiz uma lista de 5 livros que gostei muito, com histórias envolvendo piratas, tesouros e ilhas misteriosas.

Do mais antigo, para o mais recente:

1- A Ilha do Tesouro (Robert Louis Stevenson)

Um dos clássicos da literatura infanto-juvenil, escrito por Robert Louis Stevenson em 1883.

Nele, o garoto Jim Hawkins, cujos pais são proprietários e moradores de uma pequena pensão (mais conhecida como Hospedaria Almirante Benbow), numa cidade litorânea da Inglaterra, vive diversas aventuras após a chegada de um velho lobo do mar.

Uma clássica história de piratas, com um mapa, um tesouro, um motim e um cozinheiro de bordo com uma perna só, A ilha do tesouro permanece uma das histórias de aventuras mais amadas da literatura. Com certeza um dos meus livros prediletos.


2- A Ilha (Peter Benchley) 

Livro escrito por Peter Benchley (mesmo autor de "Tubarão), publicado em 1979, ganhou uma adaptação para o cinema em 1980.

Na história, diversos diversos iates e barcos desaparecerem no Caribe sem razão aparente. Um repórter vai até lá pescar com seu filho e encontra a resposta do mistério, ao se ver prisioneiro de piratas, que se comportam como vivessem no século XVII. 



3- Latitudes Piratas (Michael Crichton)

Publicado postumamente em 2011, essa obra de Michael Crichton retoma com louvor as aventuras clássicas de piratas.

A história do livro se passa em 1665 e começa em Port Royal, Jamaica, quando o corsário inglês Charles Hunter é contratado pelo governador local para liderar uma expedição a Matanceros, fortaleza espanhola localizada em uma ilha do Caribe. Segundo informações que chegaram a Port Royal, um galeão espanhol repleto de tesouros está ancorado na ilha, aguardando uma escolta para levar seus tesouros a Espanha. Hunter não hesita: ouro nas mãos dos espanhóis é ouro para ser roubado.

A história contempla todos os ícones que fazem uma história de pirata ser tão gostosa e emocionante de ler: Ilhas, lutas, terror, magia negra, monstros marinhos, canibais, batalhas navais, tempestades, fugas, explosões, sangue e rum, muito rum!!!

4- Contos e Encontros Piratas (Leonardo Henrique Galvão)

Publicado no início de 2016, obra do brasileiro Leonardo Henrique Galvão, traz uma abordagem nova que fará o leitor se apaixonar pelo tema dos piratas e sentir o desejo de navegar pelo litoral brasileiro. Isso porque o autor não apenas retoma as histórias de pirataria, mas usa as cidades brasileiras como cenário para estas aventuras.

São 12 contos piratas com títulos chamativos como "A Sereia", "Os Cães do Governador", "A Ilha da Morte" e "O Tesouro do Corcovado", que se passam em cidades litorâneas do estado de São Paulo como Santos, Cananéia e Ubatuba.


 5- Insular (Leonardo Henrique Galvão)

A mais recente obra de Leonardo Henrique Galvão, que acaba de ser publicada (farei uma postagem sobre o livro) não apenas retoma o tema, mas o faz de uma maneira completamente diferente.

A história se passa em Ilhabela (litoral norte de São Paulo), em duas linhas do tempo, misturando passado e presente.

Cinco pesquisadores partem para esta paradisíaca ilha em busca do famoso Tesouro do Sombrio. Mas a misteriosa Ilhabela não revelará seus segredos facilmente, testará cada um deles para mostrar que todo homem é uma ilha.

O livro mistura aventura, história, suspense e terror num ritmo em que o leitor não consegue desgrudar da leitura. Impossível saber o que acontecerá na próxima página!


É isso aí leitores. Espero que gostem das indicações.

Desejo a todos ótimas aventuras.

Abraços e boa leitura.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Entrevista: Brenda Rodrigues

Aproveitando o lançamento do livro "Acolha o Pólen da Vida 1 - Poesias", conseguimos uma entrevista com a autora Brenda Rodrigues, que possui duas poesias na antologia.

Agradecemos a disposição e atenção da autora com o nosso blog.

Entrevista Brenda Rodrigues



1. Gostaria que nos falasse um pouco sobre você, para que todos os leitores e seguidores do blog pudessem conhecê-la melhor.

R: Bem, antes de tudo quero agradecer pelo convite de poder brevemente falar sobre meu trabalho, é realmente um honra. Eu me chamo Brenda Rodrigues, sou de Mogi das Cruzes - São Paulo, morei a maior parte da minha vida no estado do Pará, transitando de cidade para cidade! Ao todo, 12 cidades diferentes. Fui criada como um nômade, sem convívio social, sem raízes, estudei e aprendi tudo que sei em casa. Tive uma infância bem humilde e uma adolescência bastante conturbada, cercada por dramas pessoais. Aprendi a ser uma pessoa simples, reservada, e sozinha.

2. O que você faz além de escrever?

R: Acho que a pergunta seria: o que eu gosto além de escrever... (risos) Eu gosto de muitas coisas, porém pratica-las, diariamente, e investir não somente paixão, mas também um impulso financeiro, acaba sendo complicado para uma pessoa de  classe média baixa. Eu escrevo, sou letrista musical, canto, já pintei arte abstrata, sou apaixonada  por roupas (não cito moda em um quesito geral, pois moda é tendência) e eu amo a arte de criar. Pra mim roupas são realmente uma paixão! Simplesmente pela  facilidade que nos apresenta de poder criar através de uma peça simples... Também toco piano clássico, já fiz aula de flauta, violino e bateria, mas tenho que admitir que não me sai tão bem... (risos)

3. De onde vem as inspirações para seus textos e poesias e como iniciou sua escrita?

R:
Essa pergunta é sempre muito legal, pois posso mostrar um pouco sobre o que dá forma a arte.
Eu comecei a escrever aos 11 anos, escrevia frases e versos quebrados. Por não ter tido a chance de criar raízes, escrever era uma forma de imortalizar um momento, que logo mais, seria deixado para trás. Esqueço as centenas de vezes que precisei me despedir de alguém, ou de alguma coisa. O que faz o ato de partir difícil não é apenas a despedida por si só, mas em grande parte o que fere são as lembranças do que tivemos a chance de viver e precisamos abandonar. Escrever pra mim sempre foi uma terapia! Escrevia pois não tinha com quem conversar, e isso me ajudava a me entender. As inspirações sempre surgiram de coisas pelas quais eu passei, não há nada que eu escreva sem realmente sentir em mim mesma a intensidade e realidade da existência.

4. Pretende escrever algo de outros gêneros?

R: Fora a tão amada poesia, eu me aventuro em outro gêneros sim: Auto-Ajuda e Filosofia Existencialista, e também dou espaço a música, compondo letras e melodias.

5. Quais são seus autores prediletos?

R: Pergunta difícil!!! Mas irei citar os quais me ensinaram de alguma forma: Edgar Allan Poe, Elizabeth Bishop, Scott Fitzgerald, J.R.R Tolkien, Sigmund Freud, Augusto Cury, Carlos Drummond de Andrade, e Fernando Pessoa.

6. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

R: Eu definitivamente tenho vários projetos. Mesmo sem terminar o primeiro já estou com 2, 3 projetos em mãos. (Risos) A ideia atualmente é lançar meu primeiro livro de poesias, e seguidamente lançar um livro musical. O propósito é juntar a literatura com a música, transformar composições em poesias, além de ler também poderão cantar e tocar.

7. Algumas perguntas rápidas:

Um livro: A Obra Completa de Sigmund Freud
Um filme: A Trilogia O Senhor dos Anéis
Uma série de TV: True Detective
Uma música: Caught A Lite Sneeze, da minha cantora favorita Tori Amos
Um dia especial: Domingo

Para saber mais sobre a autora e sua obra:


Leia sobre "Acolha o Pólen da Vida 1 - Poesias"

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Livro: Acolha o Pólen da Vida 1 - Poesias

Hoje quero apresentar um livro de poesias incrível, "Acolha o Pólen da Vida 1 - Poesias" organizado por Lenilson Silva, trazendo poesias de diversos autores.


 Sinopse Oficial
Há no Brasil um número incalculável de escritores bons, acolha o pólen da vida 1 – poesias vêm revelar os grandes escritores que irão oferecer uma amostra de suas poesias nessa antologia, englobar todos esses grandes escritores em um só livro não é tarefa fácil, mas foi muito boa essa seleção, aqui estão os melhores.

Com muito carinho, o autor e organizador Lenilson Silva cuida de levar esse amor pela escrita a cada pessoa deste Brasil, vale a pena acolher esse pólen, desfrutar e crescer com os seus ensinamentos e amar delicadamente cada poema deste livro, todos os poemas e escritores deste livro nos honra com suas histórias lindas.

Editora: Clube de autores
Organizador: Lenilson de Pontes Silva
Autores: Vários
ISBN: 978-85-92723-10-1
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 106

Minhas considerações:

O livro é bastante simples e profundo. Cada poesia traz a intensidade do autor que a escreveu, despertando diversas sensações ao leitor, durante a leitura.

Emoções, medos, alegrias e anseios são sentimentos frequentes durante a leitura das poesias. Histórias de vida transformadas em belos versos.

"E eu caio, caio firme pelo chão
Braços fortes me seguram
Mas são apenas as minhas mãos."

Equinócio do meu interno - Brenda Rodrigues


Li o livro de uma só vez, pois é impossível querer parar de ler tão belas palavras.


Recomendo a leitura deste livro a todos os amantes de poesias.


Maiores informações e aquisição do livro em: https://www.clubedeautores.com.br/book/237809--Acolha_o_polen_da_vida_1

  
                   E vem mais por aí!!!


Abraços e boa leitura!!!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Livro: Lembranças...

Hoje quero apresentar um livro de poesias incrível, "Lembranças..." da autora Rachel Romero Scoparo.

Sinopse Oficial
Um livro de poesias com a proposta da autora em transmitir sua vivência otimista ante aos dissabores da vida, mergulhando no passado de uma infância difícil, até a maturidade. Com versos narrativos e descritivos, faz um convite para observar tudo o que se aproxima do nosso olhar. Um alerta àqueles que têm olhos, mas não veem.

Pura sensibilidade em versos que emocionam e cativam.




Editora: 4Letras
Autor: Rachel Romero Scoparo
ISBN: 978-85-67613-03-1
Origem: Nacional
Ano: 2016
Edição: 1
Número de páginas: 102


Minhas considerações:

O livro é muito gostoso de ler e nos faz voltar ao passado. Através de suas, poesias a autora, que é descendente de alemães, conta momentos da sua vida da infância até a idade adulta.

Com simplicidade e profundidade, Rachel nos faz refletir sobre o dia-a-dia, família, perdas e felicidades. Realmente nos desperta sensações e nos faz ver um filme em nossas cabeças.


"Mulher encontrada durante anos,
entre as hortaliças, fl ores, plantas.
Mulher do crochê, retalhos, pontos pequenos.
Passaram os anos, a idade chegou.
Faço-lhe uma visita.
Sentada no sofá da sala, cabelos brancos,
olhar triste."

Mulher - Rachel Romero Scoparo



Em meio a tantas poesias, seria impossível encontrar uma que mais te cative.

Recomendo a leitura deste livro a todos os amantes de poesias e aqueles que também não são fãs do gênero, vale muito a pena.


                                                       Rachel Romero Scoparo

 
Adquira o livro em: https://www.livraria-editora4letras.com.br/lembrancas

Abraços e boa leitura!!!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Livro: Quem de nós dois

Hoje quero falar sobre o livro "Quem de nós dois" de Hellen Flávia, mesma autora de "Gravidade".

A história de um romance que tem início em um Cruzeiro e que mudará a vida da protagonista Marina, fazendo-a passar por situações inusitadas na cidade de Santos (litoral paulista).


 Sinopse Oficial
E se você acreditasse que o amor da sua vida estava morto e o reencontrasse anos depois?

É exatamente isso que acontece com Marina. Que, acompanhada de sua melhor amiga, decide aproveitar as férias e embarcar em um cruzeiro, onde conhece Alessandro, um jovem misterioso e irresistível. Imediatamente, ela se sente atraída por ele e acaba se envolvendo intensamente, apesar de não saber o que aconteceria quando o navio atracasse.

Mas, eles não contavam com a crueldade do destino. Após um trágico acidente, Marina passou a acreditar que Alessandro estava morto, até reencontra-lo quatro anos depois. O único problema, é que ele não se lembra dela!

Editora: Independente
Autor: Hellen Flávia
ISBN: 978-85-95630-22-2
Origem: Nacional
Ano: 2017
Edição: 1
Número de páginas: 214


Minhas considerações:

Conheci o livro, apresentado por um amigo leitor. Não sou muito fã de romances mas, pela indicação, iniciei a leitura. Para minha surpresa fui logo envolvido pela história!!!

Que livro gostoso de ler!!! Os cenários e os personagens me fascinaram e percebi rapidamente o quanto a autora escreve bem. Uma das característica que gosto, e apoio muito, é o fato de se passar no Brasil, principalmente na cidade de Santos/SP, lugar que eu adoro.

Acompanhar as situações inusitadas resultantes do encontro, perda e reencontro do amor de Marina foi sensacional. O final, simplesmente surpreendente, fiquei pasmo e torci pelo o que ia acontecer!!! O amor é inexplicável!!! rs

Para quem gosta de romances, e para quem não gosta também, recomendo a leitura desse livro, tenho certeza que você irá se apaixonar.


                                                        Hellen Flávia

Maiores informações sobre a autora e seus livros na sua página do facebook: https://www.facebook.com/livrogravidade/

Abraços e boa leitura!!!